quarta-feira, 14 de março de 2012

Poesia pura... Também, tem pedigree né!!!!!


Parecer
Letra: Estrela Leminski
Música: Daniel Isolani, Gláucio Giordanni, Renato Villaça e Téo Ruiz

Parece muito fácil
mudar a mente alheia
fazer reforma agrária
uivar pra lua cheia

Parece fácil a beça
distribuir a renda
curtir a natureza
mas a guerra tem pressa

Parece fácil pra caramba
dividir teto, casa, cama
se declarar pra quem se ama

Se é fácil me diz
mudar pra outro país
ver teu show sem pedir bis
entender o que fiz

Parece fácil mas não é
ser homem, ser mulher
entender o que se é

Parece fácil te juro
dizer adeus
viver no seu mundo
ser mais seguro


Esta música é uma preciosidade que descobri no face da Paula. Fui fuçar sobre Estrela e Theo Ruiz, e descobri cada preciosidade, como Quirera, outra música que postei. Demais!!!!!!!! Uma mistura poética com deboche puro... Apure seus ouvidos!!!!!! Afinal, quem você vai escutar é filha de Alice Ruiz e Paulo Leminski.... Precisa dizer mais???

Muito sábia... Muito gostoso com uma pitada de deboche


Quirera
Estrela Ruiz Leminsk e Théo Ruiz

Se vocês querem essa quirera de música de sucesso
Espera, mas espera sentado contemplando o retrocesso
Pudera, quem pensa em lucro e grana
pensa em gana, drama e fama
Pondera, ser artista não é empenho?
estudo, instrumento, palavra, sentimento
Gravar, divulgar, negociar, cobrar, muito ensaio
Tudo isso dá trabalho prá...caramba
Compra o nosso disco pra banda decolar
Coloca na novela pra ver no que vai dar
Mas que hora, mais uma crise de mercado
se não tem QI tá ferrado
Patrocinador evapora
E até lei de incentivo
Acaba dando o crivo pra quem já está muito bem servido
Ou tem um marketeiro querido
E quem tá fora, do grande esquema enfrenta mil problemas
Agora, também é quem dá o tom
porque tem o poder de fazer qualquer som
Decora, o próximo refrão grudento
que é o hit do momento
Simbora, reinventar a nossa fórmula de sucesso
Embora, pra ter acesso é um tanto quanto complexo
Até Rola, mas depende de distribuir,
divulgar, produzir, seduzir, hein?
Vitrola, mesmo sendo quirera
Ou rebola, ou rebola, ou não amola
Evapora quem espera bater na porta
Fazer suas linhas ainda que tortas
É uma estrada em cada passo
que meu caminho eu mesmo traço