terça-feira, 16 de setembro de 2014

Escritor uberabense lança obra na Bienal Internacional do Livro

                                                                   Fotos: Divulgação


Agora Renato Muniz terá dois momentos em Uberaba. Você leitor, tem encontro marcado com ele

O livro,  “A máquina de ensinar e outras crônicas sobre educação e leitura”, de Renato Muniz, apresenta crônicas sobre as observações, reflexões, sonhos e decepções feitas ao longo da trajetória do autor enquanto docente do ensino básico e superior.
Mas não leve para o lado acadêmico, científico.... Trata-se de uma leitura leve. “Ao mesmo tempo com indagações sobre o quadro tão desigual e tão rico de complexidades e belezas da educação brasileira”, destaca o autor.
São textos que falam do amor pelos livros e pela leitura, discutem ideias sobre o meio ambiente e vida urbana, mas também tem uma pitada de ironia. Mas a educação não merece ironia ? ? Questiona você, pobre leitor ? ? ? E a valorização do professor ? ? Só ironizando pra não chorar!!!!!
Enfim, uma viagem ao mundo da Educação. A propósito, Renato Muniz foi professor no curso de Jornalismo desta figura que vos fala (!!!!!). Por isto, conheço bem sua trajetória e me reconheço nestas crônicas. Vale a pena. Vá até a Sinpro (Sindicato dos Professores Particulares de Minas Gerais) no dia 19, às 20h, e se não puder, você tem outro “momento de diálogo” dia 20, na Biblioteca Municipal, às 15h.

O autor - Renato Muniz possui mestrado em Geografia, pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), pós-graduação em Educação, pela Universidade de Uberaba (UNIUBE), bacharelado em Geografia, pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). É professor, escritor e realiza palestras sobre questões de ciências humanas, meio ambiente, educação ambiental, livro e leitura, direitos humanos e questões contemporâneas para escolas, empresas e cursos de pós-graduação.

Além do livro lançado em 30 de agosto durante a Bienal Internacional que aconteceu em São Paulo, ele também publicou:  A Cidade Perdida – Anotações sobre o cotidiano (1998), Só Letrando – Literatura infantil e juvenil: reflexão e prática na escola (2006), Crônicas Impertinentes (2008), e Os Bichos São Gente Boa.




BAZAR CRIATIVO


E você vai dar aquela velha desculpa que não tem espaço e nem onde guardar seus livros, e por isto não vai prestigiar nosso escritor... Aí você diz que não compra o livro do professor Renato Muniz, ou o “Carne Quebrada” do Tiago de Melo... Tá....


















Qual era a desculpa mesmo??? Falta de espaço??? Para com isto... Valorize o livro!!!! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário